4 de fevereiro de 2018

Porque você tem o DEVER de ler One Piece


 

Há muito tempo penso em escrever sobre One Piece... Até porque se pensar bem, como não escrever sobre algo que todos falam? One Piece é conversado ao redor do mundo há muito tempo! Quantos recordes a mais One Piece irá quebrar? Quantos capítulos a mais One Piece terá? O que afinal é o ONE PIECE? São vários questionamentos acerca da obra, que movimentam o emocional coletivo dos fãs de mangá – como já disse – por todo o mundo!

Por essas e outras vou ser claro ao afirmar: One Piece é o maior mangá de todos os tempos. Queira você admitir ou não.

Mas o foco deste breve artigo, no entanto, é dizer o porque do DEVER que todos os ditos Otakus, ou quiçá, simplesmente fãs de quadrinhos em geral, têm de ler One Piece. (E o mais rápido possível).

E não confunda-se ao pensar que direi coisas do tipo "Ah, leia One piece pois é o mangá mais popular da Jump" ou "Ah, leia One Piece porque é o mais vendido e aguardado no Japão". Não! Mesmo sendo verdade, não utilizarei de argumentos comerciais, ou de popularidade, para enfatizar a grandiosidade da Epopéia criada por Eiichiro Oda, e o porque da SUA obrigação de ler.


Enfim, vamos ao que interessa. Por que você é obrigado a ver One Piece? Bem, o primeiro ponto a se comentar é o da amplitude do universo criado por Oda. De fato, é uma Epopéia. E de fato é grandioso aos mínimos detalhes, pois abriga desde uma única ilha, a todo o mundo, isto é, Oda sabe relatar questões específicas e individuais ao mesmo tempo que configura ações revolucionárias, em detrimento dos efeitos causados pelo individualismo dos protagonistas. Este, é um dos fatores por exemplo que fazem One Piece ser tão grande. O Universo criado é muito amplo para ser explorado rapidamente! Ainda mais em detalhes, lutas, diálogos e sempre com a leveza da comédia. Um exemplo próximo disso é o mundo Ninja de Naruto que, mesmo tendo perdido o fio da meada na conclusão da história, pôde reservar gás para uma nova geração, atríbuida a seu filho, Boruto.

O que quero dizer especificamente sobre a Era dos Piratas e o Mundo Ninja, é que dão possibilidades estratosférias para se criar em cima! E é por isso que vimos tanta inovação nesta duas grandes obras. E é por isso que fãs destas obras criticam outras com amplitudes menores, como por exemplo Dragon Ball, que mesmo sendo um Clássico (Revivido atualmente com Dragon Ball Super), e tendo abrangência além do planeta terra, por outros planetas, outros sistemas... Acaba numa mesmice, tal qual não se vê em One Piece, tampouco em Naruto. O que de fato não desmerece as aptidões de Dragon Ball, mas torna-o, ante os citados, mais simplista no desenvolver inovador de roteiros.

Afinal, os três são Shonen de batalha mas somente a obra de Oda tenta abrigar um quê de complexidade, mesmo não havendo qualquer necessidade de ser Erudito em um Shonen... E isto é o que faz ser diferentes dos demais. Só que, como dito, Dragon Ball se apresenta atrás neste sentido. (Torneios e mais torneios uma hora tem que ser questionados, não? Fica a reflexão).

Porém, além da amplitude e complexidade compatível a Naruto (Exemplo de obra mais recente), o que mais faz de One Piece diferente dos demais Shonen, ou dos demais grandes mangás em geral?!

A comédia? Bem, One Piece é realmente muito engraçado, mas muitos outrostambém são, e até mais! O desenho? Muitos criticam o traço de Oda (No Brasil), mesmo que tenha evoluído bastante e que faça personagens diferentes das proporções naturais (O que muitos ocidentais criticam – Criticam por não entender a genialidade por trás disso, inclusive). Mas não, não é o desenho, tampouco a comédia. Também não há nenhum ecchi especial! Há sim um ecchi bem relacionado com a comédia, é verdade. Mas assim é como a maioria dos ecchi são... Nada de muito fantástico ou diferente, apenas sacadas divertidas (Como é tradição de Shonen! Em Dragon Ball – Clássico – não se têm o tempo todo?).


O drama? É fantástico! Reconta o passado, conta o presente aos mínimos detalhes... Sim o drama é característico de One Piece, assim como a comédia. No entanto, no quesito drama, existem obras clássicas e até atuais que rivalizam ou são superiores ao drama criado por Oda (O que não desqualifica este ponto fortíssimo da obra). Então, não! O diferencial de One Piece não é a comédia ou o ecchi, tampouco o drama!

O diferencial de One Piece é na verdade a jornada! Jornada? Sim, fã de quadrinhos, a jornada! A jornada proporciona a One Piece uma série de possibilidades: Novos personagens coadjuvantes e antagonistas, a história desses personagens, seus dramas, suas conquistas, como eles se relacionam (Ou não) com os protagonistas da obra... Além de seus poderes, sua ligação com o governo ou com os piratas, ou até mesmo com os revolucionários.


Além de proporcionar novos cenários, reinos, ilhas, países, mares... E pessoas mais poderosas, com histórias diferentes, intenções diferentes, mantendo o enredo e a construção dos plots em geral (Poneglyphs, One Piece, Rei dos piratas, Akumas no Mi, Yonkou, Shichibukai, Governo Central, Século perdido etc e etc).

A arte de One Piece é coerente com a jornada, e a jornada, por sua vez, possibilita incríveis personagens e momentos, e isto, é o melhor da estória!

A arte, aliada ao roteiro bem elaborado, aliado ao plus que é a jornada, tornam One Piece não somente o mangá mais popular da atualidade, e com maior número de vendas de todos os tempos. Mas tornam One Piece, há mais de 20 anos, o rei da jump.

Sim, não há discussão. Você tem o DEVER de ler One Piece.

Por Brendon Cantuária
CEO e Fundador da Shounen Go!
Patrick Gomes shounengo.com

A sua plataforma de mangá

Nenhum comentário:

Postar um comentário