14 de fevereiro de 2018

O melhor jogo de todos os tempos




The Witcher (em polonês: Wiedźmin) é um jogo eletrônico de ação dos gêneros RPG e Hack and Slash desenvolvido pela CD Projekt RED e publicado pela Atari. Você com certeza já deve ter ouvido falar... Mas já chegou a jogar?

Baseado na série de livros Wiedźmin (publicados no Brasil também com o nome The Witcher), do escritor polonês Andrzej Sapkowski (Não sei pronunciar), The Witcher se passa em um mundo de fantasia medieval e segue a história de Geralt de Rívia, um dos últimos bruxos restantes na Terra. Ele é um destemido andarilho e caçador de monstros, dotado de capacidades físicas sobrenaturais.

O jogo conta a história de Geralt de Rívia que, no começo do jogo, recebe a tarefa de curar a filha do rei Foltest, Adda, que foi amaldiçoada a se transformar em um monstro feroz, introduzindo o jogador ao trabalho dos bruxos (O que logo de cara é um início interessante e quente).


A cutscene inicial mostra a Quest de Geralt de curar Adda sobrevivendo uma noite em sua presença. Geralt captura o traidor que a amaldiçoou e usa-o como isca para atrair o monstro, e, na batalha que sucede, consegue espantar o monstro com magia. Na manhã seguinte, Geralt encontra a princesa com forma humana. Quando ele se aproxima, ela abre os olhos - que eram os olhos do monstro - e o acerta no rosto.

Alguns anos se passam misteriosamente, terminando com Geralt sendo transportado para a fortaleza dos bruxos de Kaer Morhen por bruxos amigos que o encontraram inconsciente em um campo. Geralt não se lembra de quase nada de sua vida antes daquilo. Ele é levado para Kaer Morhen, a base dos bruxos, onde encontra uma feiticeira chamada Triss Merigold. O castelo é atacado por uma gangue de bandidos chamada Salamandra que são os inimigos principais do jogo, junto com as criaturas sobrenaturais, a Salamandra consegue fugir levando consigo as fórmulas e porções que os bruxos utilizam, para completar as suas missões, essas porções ou mutagênicos alteram o corpo dos bruxos dando mais vitalidade ou os deixando mais rápidos.


Então Geralt e os outros bruxos se separam em busca da Salamandra e etc. Mas agora você deve estar se perguntando: Por que esse jogo é tão bom ? Ele me parece um RPG comum.

O grande diferencial de The Witcher é o sistema de escolhas do jogo, que diferentemente de outros jogos, as escolhas realmente importam. Por exemplo: se você aceita uma missão de um ferreiro, para seguir a mulher dele e ver se ela esta o traindo, e você pega ela com o padeiro da cidade. Então você tem a opção de confrontar a mulher, ai ela vai dizer que o marido dela é um bêbado e bate nela... coisas do tipo, e que ela pagaria para você matar o marido. Suponhamos que você mate o ferreiro, lá na frente da história alguém iria falar para você que tem uma espada mega foda forjada com escamas de dragão e o único ferreiro que pode faze-la é justamente o ferreiro que você matou!

Pois é, você estaria ARREPENDIDO por ter matado um simples ferreiro que batia na esposa. Uma decisão em The Witcher sempre traz consequências, sejam elas boas ou ruins e elas podem ou não facilitar o seu jogo, além disso você pode transferir o seu save do Witcher 1 para o 2 e para o 3 transferindo os seus itens e suas decisões para eles, desse jeito te dando uma experiência mais imersiva dentro do jogo. Muitos jogos ATUALMENTE trabalham com decisões, não naquela época, e tampouco hoje na mesma intensidade e divertimento.




O primeiro jogo da franquia foi lançado em 2007 só pra PC, o que o torna bem datado para geração de hoje, mas recomendo fortemente jogar todos para a experiência estar completa. ao mesmo tempo que foi muito elogiado recebeu diversas críticas, por diversos bugs que foram corrigidos com o tempo e etc. Mas se você gosta de RPG, jogos interativos, ou jogos em geral, que seja! Você tem que jogar The Witcher.


Mateus Paiva Editor de Mangá da Shounen Go! 
Shounen Go shounengo.com

A sua plataforma de mangá

Nenhum comentário:

Postar um comentário